Já me matei faz muito tempo

Print Friendly, PDF & Email

Já me matei faz muito tempo (Paulo Leminski)

já me matei faz muito tempo
me matei quando o tempo era escasso
e o que havia entre o tempo e o espaço
era o de sempre
nunca mesmo o sempre passo

morrer faz bem à vista e ao baço
melhora o ritmo do pulso
e clareia a alma

morrer de vez em quando
é a única coisa que me acalma

Publicações relacionadas

Em sonhos… Em sonhos... (Cruz e Souza) Nos Santos óleos do luar, floria Teu ...
Comumente é assim Comumente é assim (Vladmir Maiakowski) Cada um ao nascer traz sua dose de a...
Afetos Afetos (Augusto dos Anjos) Bendito o amor que infiltra n’alma o enleio E san...
Retratos Retratos (Antonio Machado) Mi infancia son recuerdos de un patio de Sevilla...

Deixe uma resposta