Não digas nada!

Print Friendly, PDF & Email

Não digas nada! (Fernando Pessoa)

Não digas nada!
Nem mesmo a verdade
Há tanta suavidade em nada se dizer
E tudo se entender –
Tudo metade
De sentir e de ver…
Não digas nada
Deixa esquecer

Talvez que amanhã
Em outra paisagem
Digas que foi vã
Toda essa viagem
Até onde quis
Ser quem me agrada…
Mas ali fui feliz
Não digas nada.

Publicações relacionadas

Cien Sonetos de Amor – X... Cien Sonetos de Amor - XXV (Pablo Neruda) Antes de amarte. amor, nada era mío...
O Coveiro O Coveiro (Augusto dos Anjos) Uma tarde de abril suave e pura Visitava eu ...
Coração Couraça Coração Couraça (Mario Benedetti) Do livro "...
O Morcego O Morcego (Augusto dos Anjos) Meia noite. Ao meu quarto me recolho. Meu Deus...

Deixe uma resposta