Não digas nada!

Print Friendly, PDF & Email

Não digas nada! (Fernando Pessoa)

Não digas nada!
Nem mesmo a verdade
Há tanta suavidade em nada se dizer
E tudo se entender –
Tudo metade
De sentir e de ver…
Não digas nada
Deixa esquecer

Talvez que amanhã
Em outra paisagem
Digas que foi vã
Toda essa viagem
Até onde quis
Ser quem me agrada…
Mas ali fui feliz
Não digas nada.

Publicações relacionadas

Satã Satã (Cruz e Souza) Capro e revel, com os fabulosos cornos Na fro...
Il Trovatore Il Trovatore (Augusto dos Anjos) Canta da torre o trovador saudoso - Addio...
A sombra imagem minha A sombra imagem minha (Walt Whitman) A sombra imagem minha que para cá e par...
Tentanda via Tentanda via (Antero de Quental) d...

Deixe uma resposta