Não digas nada!

Print Friendly, PDF & Email

Não digas nada! (Fernando Pessoa)

Não digas nada!
Nem mesmo a verdade
Há tanta suavidade em nada se dizer
E tudo se entender –
Tudo metade
De sentir e de ver…
Não digas nada
Deixa esquecer

Talvez que amanhã
Em outra paisagem
Digas que foi vã
Toda essa viagem
Até onde quis
Ser quem me agrada…
Mas ali fui feliz
Não digas nada.

Publicações relacionadas

não creio não creio (Paulo Leminski) do livro "Caprichos e Relaxo...
Anseios Anseios (Florbela Espanca) Meu doido coração aonde vais, No teu imenso ansei...
No Campo No Campo (Augusto dos Anjos) Tarde. Um arroio canta pela umbrosa Estrada; as...
Profissão de febre Profissão de febre (Paulo Leminski) Quando chove, Eu chovo, Faz sol, Eu fa...

Deixe uma resposta