Dialética

Print Friendly, PDF & Email

Dialética (Vinicius de Moraes

É claro que a vida é boa
E a alegria, a única indizível emoção
É claro que te acho linda
Em ti bendigo o amor das coisas simples
É claro que te amo
E tenho tudo para ser feliz
Mas acontece que eu sou triste…

Publicações relacionadas

O espectro O espectro (Charles Pierre Baudelaire) Tradução de Theophilo Dias Como es...
Luminares Luminares (Charles Pierre Baudelaire) Tra...
A esfinge sem segredo A esfinge sem segredo (Oscar Wilde) por Oscar Wilde UMA ÁGUA FORTE Acha...
Dolências (Eu fui cadáver, ant... Dolências (Eu fui cadáver, antes de viver!) (Augusto dos Anjos) Eu fui cadáve...

Deixe uma resposta