O Luar

Print Friendly, PDF & Email

O Luar (Alberto Caeiro)

De O Guardador de Rebanhos

O luar quando bate na relva
Não sei que cousa me lembra…
Lembra-me a voz da criada velha
Contando-me contos de fadas.
E de como Nossa Senhora vestida de mendiga
Andava à noite nas estradas
Socorrendo as crianças maltratadas …
Se eu já não posso crer que isso é verdade,
Para que bate o luar na relva?

Publicações relacionadas

Aos Vícios Aos Vícios (Gregório de Matos) Eu sou aquele que os passados anos Cantei na ...
Máquina alguma de poupar traba... Máquina alguma de poupar trabalho (Walt Whitman) Máquina alguma de poupar tra...
A Geramano Meirelles A Geramano Meirelles (Antero de Quental) ...
Garabato Garabato (Octavio Paz) Con un trozo de carbon Con mi gis roto y mi lapiz ...

Deixe uma resposta