Sonhos

Print Friendly, PDF & Email

Sonhos (Florbela Espanca)

Ter um sonho, um sonho lindo,
Noite branda de luar,
Que se sonhasse a sorrir…
Que se sonhasse a chorar…

Ter um sonho, que nos fosse
A vida, a luz, o alento,
Que a sonhar beijasse doce
A nossa boca… um lamento…

Ser pra nós o guia, o norte,
Na vida o único trilho;
E depois ver vir a morte

Despedaçar esses laços!…
…É pior que ter um filho
Que nos morresse nos braços!

Publicações relacionadas

O Martírio do Artista O Martírio do Artista (Augusto dos Anjos) Olha agora, mamífero inferior, A ...
Livros e flores Livros e flores/strong>(Machado de Assis) Teus olhos são meus livros. Que ...
Os antigos invocavam as Musas Os antigos invocavam as Musas (Álvaro de Campos) Os antigos invocavam as Musa...
Post mortem Post mortem (Augusto dos Anjos) Quando do amor das Formas inefáveis ...

Deixe uma resposta