O Próprio Ser eu Canto

Print Friendly, PDF & Email

O Próprio Ser eu Canto (Walt Whitman)

O próprio se eu canto:
canto a pessoa em si, em separado
– embora use a palavra Democracia
e a expressão Massa.

Eu canto o Corpo
da cabeça aos pés:
nem só o cérebro
nem só a fisionomia
tem valo para a Musa
– digo que a Forma completa
é muito mais valiosa,
e tanto a Fêmea quanto o Macho
eu canto.

A vida plena de paixão,
força e pulsão,
preparada para as ações mais livres
com suas leis divinas
– o Homem Moderno
eu canto.

Publicações relacionadas

A Lágrima A Lágrima (Augusto dos Anjos) - Faça-me o obséquio de trazer reunidos Cloret...
História de vampiros História de vampiros (Mario Benedetti) Do li...
Madrigal al billete de tranvía... Madrigal al billete de tranvía (Rafael Alberti) Adonde el viento, impávido...
O pressentimento O pressentimento (Federico Garcia Lorca) (10 de ...

Deixe uma resposta