Oh ! Páginas da Vida que Eu Amava

Print Friendly, PDF & Email

Oh ! Páginas da Vida que Eu Amava (Alvares Azevedo)

Oh! Páginas da vida que eu amava,
Rompei-vos! nunca mais! tão desgraçado! …
Ardei, lembranças doces do passado!
Quero rir-me de tudo que eu amava!

E que doudo que eu fui! como eu pensava
Em mãe, amor de irmã! em sossegado
Adormecer na vida acalentado
Pelos lábios que eu tímido beijava!

Embora — é meu destino. Em treva densa
Dentro do peito a existência finda
Pressinto a morte na fatal doença!

A mim a solidão da noite infinda!
Possa dormir o trovador sem crença
Perdoa minha mãe – eu te amo ainda!

Publicações relacionadas

Lendo Horácio Lendo Horácio (Bertold Brecht) Mesmo o diluvio Não durou eternamente. Veio ...
O Único Mistério do Universo O Único Mistério do Universo (Alberto Caeiro) O único mistério do Universo é ...
Maria Maria (Antero de Quental) Tenho cantado esperancas... Tenho falado d'amores...
Madrigal à cibdá de Santiago Madrigal à cibdá de Santiago (Federico Garcia Lorca) Seis Poemas Galegos (193...

Deixe uma resposta