Para ler de manhã e à noite

Print Friendly, PDF & Email

Para ler de manhã e à noite (Bertold Brecht)

Aquele que amo
Disse-me
Que precisa de mim.
Por isso
Cuido de mim
Olho meu caminho
E receio ser morta
Por uma só gota de chuva.

Publicações relacionadas

A vida escolástica A vida escolástica (Gregório de Matos) Mancebo sem dinheiro, bom barrete Med...
Qualquer pano, quando está suj... Qualquer pano, quando está sujo (Bertold Brecht) Qualquer pano, quando está s...
Tulipa real Tulipa real (Cruz e Souza) Carne opulenta, majestosa, fina, Do so...
El crimen fue en Granada El crimen fue en Granada (Antonio Machado) I EL CRIMEN Se le vio, camin...

Deixe uma resposta