Para ler de manhã e à noite

Print Friendly, PDF & Email

Para ler de manhã e à noite (Bertold Brecht)

Aquele que amo
Disse-me
Que precisa de mim.
Por isso
Cuido de mim
Olho meu caminho
E receio ser morta
Por uma só gota de chuva.

Publicações relacionadas

Enquanto eu lia o livro Enquanto eu lia o livro (Walt Whitman) Enquanto eu lia o livro, a famosa bio...
Poema Sujo – um fragment... Poema Sujo - um fragmento: "Velocidades" (Ferreira Gullar) Mas na cidade havi...
Anunciação sem oxalá Anunciação sem oxalá (Mario Benedetti) Do l...
Paisagem N.º 1 Paisagem N.º 1 (Mário de Andrade) Minha Londres das neblinas finas! Pleno ve...

Deixe uma resposta