Pergunte ao pó

Print Friendly, PDF & Email

Pergunte ao pó (Paulo Leminski)

cresce a vida
cresce o tempo
cresce tudo
e vira sempre
esse momento

cresce o ponto
bem no meio
do amor seu centro
assim como
o que a gente sente
e não diz
cresce dentro.

Publicações relacionadas

Assim, sem nada feito e o por ... Assim, sem nada feito e o por fazer (Fernando Pessoa) Assim, sem nada feito e...
Ultima visão Ultima visão (Augusto dos Anjos) Quando o homem resgatado da cegueira Vir De...
Paisagem N.º 1 Paisagem N.º 1 (Mário de Andrade) Minha Londres das neblinas finas! Pleno ve...
Casamento Casamento (Adélia Prado) Há mulheres que dizem: Meu marido, se quiser pesca...

Deixe uma resposta