Poemas Neoconcretos II

Print Friendly, PDF & Email

Poemas Neoconcretos II – um fragmento: “Velocidades” (Ferreira Gullar)

verde verde verde

verde verde verde

verde verde verde

verde verde verde erva

Publicações relacionadas

Braços Braços (Cruz e Souza) Braços nervosos, brancas opulências, Brumai...
O descalabro a ócio e estrelas... O descalabro a ócio e estrelas... (Álvaro de Campos) O descalabro a ócio e es...
Bendito seja o Mesmo Sol Bendito seja o Mesmo Sol (Alberto Caeiro) ...
Españolito Españolito (Antonio Machado) Ya hay un español que quiere vivir y a vivir em...

Deixe uma resposta