Preceito 01

Print Friendly, PDF & Email

Preceito 01 (Gregório de Matos)

Que de quilombos que tenho

com mestres superlativos,

nos quais se ensinam de noite

os calundus, e feitiços.

Com devoção os freqüentam

mil sujeitos femininos,

e também muitos barbados,

que se presam de narcisos.

Ventura dizem, que buscam;

não se viu maior delírio!

eu, que os ouço, vejo, e calo

por não poder diverti-los.

O que sei, é, que em tais danças

Satanás anda metido,

e que só tal padre-mestre

pode ensinar tais delírios.

Não há mulher desprezada,

galã desfavorecido,

que deixe de ir ao quilombo

dançar o seu bocadinho.

E gastam pelas patacas

com os mestres do cachimbo,

que são todos jubilados

em depenar tais patinhos.

E quando vão confessar-se,

encobrem aos Padres isto,

porque o têm por passatempo,

por costume, ou por estilo.

Em cumprir as penitências

rebeldes são, e remissos,

e muito pior se as tais

são de jejuns, e cilícios.

A muitos ouço gemer

com pesar muito excessivo,

não pelo horror do pecado,

mas sim por não consegui-lo.

Publicações relacionadas

Uma mulher espera por mim Uma mulher espera por mim (Walt Whitman) Uma mulher espera por mim, nela tudo...
Alturas de Macchu Picchu Alturas de Macchu Picchu (Pablo Neruda) Del aire al aire, como una red vacía,...
A luva A luva (Augusto dos Anjos) Para o Augusto Belmont Pensa na glória! Arfa-lh...
O Lázaro da Pátria O Lázaro da Pátria (Augusto dos Anjos) Filho podre de antigos Goitacases, Em...

Deixe uma resposta