Turning point

Print Friendly, PDF & Email

Turning point (Mario Benedetti)

Do livro “Inventário”
Tradução de Julio Luís Gehlen

Só até ontem
fui jovem
hoje
comecei a ser velho

desde o mau bem-estar
até o bom mal-estar
uma modesta oscilação

de todas as maneiras
celebrei a mudança
com uma dor intensa
divertida
que começou no antebraço
esquerdo
e ficou um instante junto ao coração

mas a festa
não terminou

também
tive uma tontura
uma ligeiríssima tontura
durante a qual
pensei duas ou três coisas
que logicamente
são
confidenciai.

Publicações relacionadas

Versos d’um Exilado Versos d’um Exilado (Augusto dos Anjos) Eu vou partir. Na límpida corrente R...
O Canto Dos Presos O Canto Dos Presos (Augusto dos Anjos) Troa, a alardear bárbaros sons abstrus...
José José (Carlos Drummond de Andrade) E agora, José? A festa acabou, a luz apag...
Uma Amiga Uma Amiga (Antero de Quental) Aqueles que eu amei, nao sei que vento Os dis...

Deixe uma resposta