Turning point

Print Friendly, PDF & Email

Turning point (Mario Benedetti)

Do livro “Inventário”
Tradução de Julio Luís Gehlen

Só até ontem
fui jovem
hoje
comecei a ser velho

desde o mau bem-estar
até o bom mal-estar
uma modesta oscilação

de todas as maneiras
celebrei a mudança
com uma dor intensa
divertida
que começou no antebraço
esquerdo
e ficou um instante junto ao coração

mas a festa
não terminou

também
tive uma tontura
uma ligeiríssima tontura
durante a qual
pensei duas ou três coisas
que logicamente
são
confidenciai.

Publicações relacionadas

A lagartixa A lagartixa (Álvares de Azevedo) A lagartixa ao sol ardente vive, E fazendo ...
Lágrimas Ocultas Lágrimas Ocultas (Florbela Espanca) Se me ponho a cismar em outras eras Em q...
Vaidade Vaidade (Florbela Espanca) A um grande poeta de Portugal Sonho que sou ...
Preceito 08 Preceito 08 (Gregório de Matos) As culpas, que me dão nele, são, que em t...

Deixe uma resposta