Quando será?!

Print Friendly, PDF & Email

Quando será?! (Cruz e Souza)

Quando será que tantas almas duras
Em tudo, já libertas, já lavadas
nas águas imortais, iluminadas
Do sol do Amor, hão de ficar bem puras?

Quando será que as límpidas frescuras
Dos claros rios de ondas estreladas
Dos céus do Bem, hão de deixar clareadas
Almas vis, almas vãs, almas escuras?

Quando será que toda a vasta Esfera,
Toda esta constelada e azul Quimera,
Todo este firmamento estranho e mudo,

Tudo que nos abraça e nos esmaga,
quando será que uma resposta vaga,
Mas tremenda, hão de dar de tudo, tudo?!

Publicações relacionadas

Saudade Saudade (Augusto dos Anjos) Hoje que a mágoa me apunhala o seio, E o coração...
Azul ou verde ou roxo Azul ou verde ou roxo (Fernando Pessoa) Azul, ou verde, ou roxoquando o sol ...
Quem cá quiser viver, seja um ... Quem cá quiser viver, seja um Gatão (Gregório de Matos) Se souberas falar tam...
Filhos Filhos (Ferreira Gullar) Daqui escutei quando eles chegaram rindo e cor...

Deixe uma resposta