Vai Alta no Céu

Print Friendly, PDF & Email

Vai Alta no Céu (Alberto Caeiro)
Vai alta no céu a lua da Primavera
Penso em ti e dentro de mim estou completo.

Corre pelos vagos campos até mim uma brisa ligeira.
Penso em ti, murmuro o teu nome; e não sou eu: sou feliz.

Amanhã virás, andarás comigo a colher flores pelo campo,
E eu andarei contigo pelos campos ver-te colher flores.
Eu já te vejo amanhã a colher flores comigo pelos campos,
Pois quando vieres amanhã e andares comigo no campo a colher flores,
Isso será uma alegria e uma verdade para mim.

Publicações relacionadas

Poemas Neoconcretos II Poemas Neoconcretos II - um fragmento: "Velocidades" (Ferreira Gullar) verde ...
Leilão de jardim Leilão de jardim (Cecília Meireles) Quem me compra um jardim com flores? ...
Mãos Mãos (Augusto dos Anjos) Há mãos que fazem medo Feias agregações pentagonai...
Moça linda bem tratada Moça linda bem tratada (Mário de Andrade) Moça linda bem tratada, Três sécul...

Deixe uma resposta