Chove. É dia de Natal

Print Friendly, PDF & Email

Chove. É dia de Natal (Fernando Pessoa)

Chove. É dia de Natal.
Lá para o Norte é melhor:
Há a neve que faz mal,
E o frio que ainda é pior.
E toda a gente é contente
Porque é dia de o ficar.
Chove no Natal presente.
Antes isso que nevar.

Pois apesar de ser esse
O Natal da convenção,
Quando o corpo me arrefece
Tenho o frio e Natal não.

Deixo sentir a quem quadra
E o Natal a quem o fez,
Pois se escrevo ainda outra quadra
Fico gelado dos pés.

Publicações relacionadas

Intimidad Intimidad (Mario Benedetti) Soñamos juntos juntos despertamos el tiempo h...
Um pai-nosso latino-americano Um pai-nosso latino-americano (Mario Benedetti) ...
O nascido depois O nascido depois (Bertold Brecht) ...
As litanias de Satã I As litanias de Satã I (Charles Pierre Baudelaire) Ó tu, o Anjo mais belo e ta...

Deixe uma resposta