A Exceção e a Regra

Print Friendly, PDF & Email

A Exceção e a Regra (Bertold Brecht)

Estranhem o que não for estranho.
Tomem por inexplicável o habitual.
Sintam-se perplexos ante o cotidiano.
Tratem de achar um remédio para o abuso
Mas não se esqueçam de que o abuso é sempre a regra.

Publicações relacionadas

O silêncio e o mar O silêncio e o mar (Mario Benedetti) Do livr...
Hoje de Manhã Hoje de Manhã (Alberto Caeiro) Hoje de manhã saí muito cedo, Por ter ...
Passei ontem a noite junto del... Passei ontem a noite junto dela (Álvares de Azevedo) Passei ontem a noit...
Aos Vícios Aos Vícios (Gregório de Matos) Eu sou aquele que os passados anos Cantei na ...

Deixe uma resposta