Cultivo una rosa blanca

Print Friendly, PDF & Email

Cultivo una rosa blanca (José Martí)

De Versos Sencillos (1894)

XXXIV

Cultivo una rosa blanca
En Julio como en Enero
Para el amigo sincero
Que me da su mano franca

Y para el cruel que me arranca
El corazón con que vivo
Cardo ni ortiga cultivo
cultivo una rosa blanca

Publicações relacionadas

Poema Perto do Fim Poema Perto do Fim (Thiago de Mello A morte é indolor. O que dói nela é o n...
With the man With the man (Paulo Leminski) aqui no oeste todo homem tem um preço u...
Ambiciosa Ambiciosa (Florbela Espanca) Para aqueles fantasmas que passaram, Vagabundo...
Balada Balada (Florbela Espanca) Amei-te muito, e eu creio que me quiseste Também p...

Deixe uma resposta