Terra dos homens I

Print Friendly, PDF & Email

Terra dos homens I (Antoine de Saint-Exupéry)

Trechos do livro

” Se às vezes julgamos que a máquina domina o homem é talvez porque ainda não temos perspectiva bastante para julgar os efeitos de transformações tão rápidas como essas que sofremos.
Que são os cem anos da história da máquina em face dos duzentos mil anos da história do homem?”

“E pouco a pouco, sem dúvida, nossa casa se fará mais humana. A própria máquina quanto mais se aperfeiçoa mais se apaga e desaparece atrás de sua função. Parece que todo o esforço industrial do homem, todos os cálculos, todas as noites de vigília sobre as plantas, conduzem apenas à simplicidade, como se fosse necessária a experiência de várias gerações para libertar a curva de uma coluna, de uma quilha ou de uma fuselagem de avião até lhe dar a pureza elementar da curva de um seio ou de um ombro.”

Publicações relacionadas

Homo Infimus Homo Infimus (Augusto dos Anjos) Homem, carne sem luz, criatura cega, Realid...
Acho tão Natural que não se Pe... Acho tão Natural que não se Pense (Alberto Caeiro) ...
O Meu Nirvana O Meu Nirvana (Augusto dos Anjos) Olha agora, mamífero inferior, A luz da e...
Lílitchka Lílitchka (Vladmir Maiakowski) (em...

Deixe uma resposta