El sur

Print Friendly, PDF & Email

El sur (Jorge Luis Borges)

Desde uno de tus patios haber mirado
las antiguas estrellas,
desde el banco de
la sombra haber mirado
esas luces dispersas
que mi ignorancia no ha aprendido a nombrar
ni a ordenar en constelaciones,
haber sentido el círculo del agua
en el secreto aljibe,
el olor del jazmín y la madreselva,
el silencio del pájaro dormido,
el arco del zaguán, la humedad
– esas cosas, acaso, son el poema.

Publicações relacionadas

Balada Balada (Florbela Espanca) Amei-te muito, e eu creio que me quiseste Também p...
Chove. Há silêncio, porque a m... Chove. Há silêncio, porque a mesma chuva (Fernando Pessoa) Chove. Há silênci...
Meto-me para Dentro Meto-me para Dentro (Alberto Caeiro) ...
Pensar em Deus Pensar em Deus (Alberto Caeiro) De O ...

Deixe uma resposta