Ninguém me Habita

Pouco a Pouco Pouco a Pouco (Alberto Caeiro) Pouco a pouco o campo se alarga e se doura. ...
Autopsicografia Autopsicografia (Fernando Pessoa) O poeta é um fingidor. Finge tã...
Alberto Caeiro Alberto Caeiro (1889-1915) POEMAS PUBLICADOS BIOGRAFIA: U...
No Entardecer Passa uma Borboleta (Alberto Caeiro) ...

Deixe uma resposta