Ovos da páscoa

Print Friendly, PDF & Email

Ovos da páscoa (Adélia Prado)

O ovo não cabe em si, túrgido de promessa,
a natureza morta palpitante.
Branco tão frágil guarda um sol ocluso,
o que vai viver, espera.

Publicações relacionadas

O inútil luar O inútil luar (Manuel Bandeira) É noite. A Lua, ardente e terna, Verte na so...
Cantiga Cantiga (Manuel Bandeira) Nas ondas da praia Nas ondas do mar Quero ser fel...
Encruzilhada Encruzilhada (Federico Garcia Lorca) Tradução de Fernando Correia da Silva ...
Sou um caso perdido Sou um caso perdido (Mario Benedetti) Do liv...

Deixe uma resposta