Sonhador

Print Friendly, PDF & Email

Sonhador (Cruz e Souza)

Por sóis, por belos sóis alvissareiros,
Nos troféus do teu Sonho irás cantando
As púrpuras romanas arrastando,
Engrinaldado de imortais loureiros.

Nobre guerreiro audaz entre os guerreiros,
Das Idéias as lanças sopesando,
Verás, a pouco e pouco, desfilando
Todos os teus desejos condoreiros…

Imaculado, sobre o lodo imundo,
Há de subir, com as vivas castidades,
Das tuas glórias o clarão profundo.

Há de subir, além de eternidades,
Diante do torvo crocitar do mundo,
Para o branco Sacrário das Saudades!

Publicações relacionadas

Apostrofe à Carne Apostrofe à Carne (Augusto dos Anjos) Quando eu pego nas carnes do meu rosto....
Amiga Amiga (Florbela Espanca) Deixa-me ser a tua amiga, Amor, A tua amiga só, já ...
Preceito 09 Preceito 09 (Gregório de Matos) Do nono não digo nada, porque para mim é ...
Aos que Hesitam Aos que Hesitam (Bertold Brecht) Você diz: Nossa causa vai mal. A escuridão...

Deixe uma resposta