Um Renque de Árvores

Print Friendly, PDF & Email

Um Renque de Árvores (Alberto Caeiro)
De O Guardador de Rebanhos

Um renque de árvores lá longe, lá para a encosta.
Mas o que é um renque de árvores? Há árvores apenas.
Renque e o plural árvores não são cousas, são nomes.
Tristes das almas humanas, que põem tudo em ordem,
Que traçam linhas de cousa a cousa,
Que põem letreiros com nomes nas árvores absolutamente reais,
E desenham paralelos de latitude e longitude
Sobre a própria terra inocente e mais verde e florida do que isso!

Publicações relacionadas

Rosário Rosário (Vinicius de Moraes E eu que era um menino puro Não fui perder minha...
Os Espelhos Os Espelhos (Jorge Luis Borges) Tradução Eu que senti o horror dos espelho...
Serpentes de cabelos Serpentes de cabelos (Augusto dos Anjos) A tua trança negra e desmanchad...
Estado de ânimo Estado de ânimo (Mario Benedetti) Tradução As vezes me sinto como uma águ...

Deixe uma resposta