Canção Boba

Print Friendly, PDF & Email

Canção Boba (Federico Garcia Lorca)

Tradução de José Paulo Paes

Mamãe,
Eu quero ser de prata.

Filho,
Terás muito frio.

Mamãe,
Eu quero ser de água.

Filho,
terás muito frio.

Mamãe,
Borda-me em tua almofada.

Isso sim!
Agora mesmo!

Publicações relacionadas

Este é o prólogo Este é o prólogo (Federico Garcia Lorca) (7 de a...
O Deus-Verme O Deus-Verme (Augusto dos Anjos) Factor universal do transformismo. Filho da...
O Suicida O Suicida (Jorge Luis Borges) Tradução Não restará na noite uma estrela. ...
Desta vez não vai ter neve Desta vez não vai ter neve (Paulo Leminski) desta vez não vai ter neve como e...

Deixe uma resposta