Escreve-Me …

Print Friendly, PDF & Email

Escreve-Me … (Florbela Espanca)

Escreve-me! Ainda que seja só
Uma palavra, uma palavra apenas,
Suave como o teu nome e casta
Como um perfume casto d’açucenas!

Escreve-me!Há tanto,há tanto tempo
Que te não vejo, amor!Meu coração
Morreu já,e no mundo aos pobres mortos
Ninguém nega uma frase d’oração!

“Amo-te!”Cinco letras pequeninas,
Folhas leves e tenras de boninas,
Um poema d’amor e felicidade!

Não queres mandar-me esta palavra apenas?
Olha, manda então…brandas…serenas…
Cinco pétalas roxas de saudade…

Eu chego então à janela:
E fico a olhar para a lua…
E fico a chorar com ela! …

Publicações relacionadas

As meninas da gare As meninas da gare (Oswald de Andrade) Eram três ou quatro moças bem moças e ...
Stella Stella (Machado de Assis) Já raro e mais escasso A noite arrasta o manto, ...
Não me fechem as portas Não me fechem as portas (Walt Whitman) Não me fechem as portas, orgulhosas b...
Chove. Há silêncio, porque a m... Chove. Há silêncio, porque a mesma chuva (Fernando Pessoa) Chove. Há silênci...

Deixe uma resposta