Tempos sombrios

Print Friendly, PDF & Email

Tempos sombrios (Bertold Brecht)

Realmente, vivemos tempos sombrios!
A inocência é loucura. Uma fronte sem rugas
denota insensibilidade. Aquele que ri
ainda não recebeu a terrível notícia
que está para chegar.
Que tempos são estes, em que
é quase um delito
falar de coisas inocentes,
pois implica em silenciar
sobre tantos horrores.

Publicações relacionadas

Cultivo una rosa blanca Cultivo una rosa blanca (José Martí) De Versos Sencillos...
Trova Trova (Mário Quintana) A gente sempre deve sair à rua como quem foge de casa,...
Grande Sertão, Veredas (trecho... Grande Sertão, Veredas (João Guimarães Rosa) "... a gente quer passar um ri...
A um Carneiro Morto A um Carneiro Morto (Augusto dos Anjos) Misericordiosíssímo carneiro Esquart...

Deixe uma resposta