Tempos sombrios

Print Friendly, PDF & Email

Tempos sombrios (Bertold Brecht)

Realmente, vivemos tempos sombrios!
A inocência é loucura. Uma fronte sem rugas
denota insensibilidade. Aquele que ri
ainda não recebeu a terrível notícia
que está para chegar.
Que tempos são estes, em que
é quase um delito
falar de coisas inocentes,
pois implica em silenciar
sobre tantos horrores.

Publicações relacionadas

Sonho Branco Sonho Branco (Cruz e Souza) De linho e rosas brancas vais vestido, ...
Psicologia de um Vencido Psicologia de um Vencido (Augusto dos Anjos) Eu, filho do carbono e do amonía...
A desobediência civil – ... A desobediência civil - II (Henry David Thoreau) continuação da parte I ...
O cônego Filipe O cônego Filipe (Álvares de Azevedo) O cônego Filipe! Ó nome eterno! Cinzas...

Deixe uma resposta