Rômulo Araújo

O agrônomo Rômulo Araújo, a agroecóloga e produtora rural Sofia Carvalho e sua filha, a pequena Maria, vivem no Sítio Raiz, vizinho ao Sítio Semente. O SAF do Raiz começou a ser implantado em 2013 e tem dois hectares com hortaliças e árvores.
Segundo Rômulo, o distúrbio e a transformação estão associados à floresta, ocorrem naturalmente pela ação de seres não biológicos. Os ventos e as tempestades derrubam uma árvore, cria-se uma clareira e começa um processo de sucessão natural, o que também acontece com os animais.
“Também somos animais”, explica o agrônomo, “e estamos inseridos em sistemas florestais. Então precisamos atender nossas necessidades seguindo a dinâmica dos ecossistemas. Nisto está incluído derrubar uma área de floresta, e nela há muitas sementes que vão reiniciar o processo com um patamar de fertilidade sempre superior”

O que um SAF faz, segundo Rômulo, é mimetizar esse processo, ou melhor, fazer parte dele: “O desenho agroflorestal está sempre mudando, estamos sempre pensando em como garantir os princípios básicos que devemos seguir”

Fonte: http://www.dn.senac.br/wp-content/uploads/2020/01/SA_2019_3.pdf

 

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *