Mamoeiro

Carica papaya


Nome Científico: Carica papaya
Nomes Populares: Mamão, Ababaia, Mamão-do-amazonas, Mamão-papaia, Mamãozinho, Mamoeiro, Papaeira, Papaia, Pinoguaçu
Família: Caricaceae
Categoria: Árvores, Árvores Frutíferas, Medicinal
Origem: América Central, América do Sul
Altura: 6.0 a 9.0 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
O mamoeiro é uma árvore de caule semi-herbáceo, oco, cilíndrico e simples. No topo da árvore não vemos ramos, apenas folhas grandes, digitilobadas, com nervuras amarelas, sustentadas por longos pecíolos. Ao caírem, durante o crescimento da planta, as folhas deixam grandes cicatrizes no caule. O mamoeiro pode produzir flores masculinas, femininas ou hermafroditas em plantas dióicas ou monóicas.

As flores do mamoeiro podem ser brancas ou amarelas, são cerosas e muito perfumadas. A floração inicia-se em 9 a 10 meses após o plantio. As plantas fêmeas, com flores exclusivamente femininas, produzem após a polinização frutos arredondados. Já as plantas hermafroditas, com flores completas (perfeitas), geram os frutos preferidos comercialmente, alongados, com polpa mais espessa e, conseqüentemente, com cavidade central menor.1.


O mamoeiro é uma árvore tipicamente tropical, de crescimento rápido. Possui folhas grandes, flores brancas ou amarelas de perfume agradável e frutos que podem surgir o ano todo.
Origem: América tropical, provavelmente na bacia amazônica superior.
Ciclo de vida: Perene
Folha: Apresenta folhas grandes, digitilobadas, com nervuras amarelas, sustentadas por longos pecíolos. Ao caírem, durante o crescimento da planta, as folhas deixam grandes cicatrizes no caule.
Crescimento da planta: O mamoeiro é uma árvore tipicamente tropical, de crescimento veloz, podendo atingir 8 metros de altura.
Quando da frutos: A frutificação se inicia a partir de 4 a 5 meses de idade
Frutos: Alongado, liso, de tamanho variável. Polpa carnosa, de coloração vermelho-alaranjada com numerosas sementes pretas. A variedade mais consumida é o mamão – papaia, de formato periforme e de tamanho redizido, porém mais adocicado.
Quando da flores: A floração inicia-se em 9 a 10 meses após o plantio.
Flores: O mamoeiro pode produzir flores masculinas, femininas ou hermafroditas em plantas dióicas ou monóicas. As flores do mamoeiro podem ser brancas ou amarelas, são cerosas e muito perfumadas. As plantas fêmeas, com flores exclusivamente femininas, produzem após a polinização frutos arredondados. Já as plantas hermafroditas, com flores completas (perfeitas), geram os frutos preferidos comercialmente, alongados, com polpa mais espessa e, conseqüentemente, com cavidade central menor.
Aceita poda? – A poda dessa árvore não é tão importante quanto a rega e a fertilização. Os mamoeiros geralmente não são podados, mas podem se beneficiar de uma poda ocasional.Pode os mamoeiros maduros para promover o crescimento de vários troncos. Suba a escada e olhe por cima da copa. Faça cortes na parte exterior dos botões. Procure galhos improdutivos e desordenados. Remova folhas mortas. Corte-as ou esprema-as na base para reduzir marcas da fruta, doenças e problemas com insetos. Corte galhos doentes, mortos ou fracos em sua base. Eles não produzirão boas frutas nem suportaram o peso delas.
Vai na sombra? – Pleno Sol
Vai bem com outras plantas? Convém utilizar a goiaba, os citrus e algumas culturas em consorciamento com o mamão, que produz por cerca de três anos, tempo em que chega a hora de arrancar o mamoeiro, já muito alto. É exatamente então que essas fruteiras começam a produzir. Podem-se também plantar espécies como o guaraná, usando o mamão como sobreamento provisório.
Altura das mudas: 15 cm
Atrai pássaros? – Atrai passaros
Pragas: Ácaros: Utilização de acaricidas. Nematóides: Plantios de mudas sadias em solos livres de infestação ou utilização de nematicidas sistêmicos. Cigarrinha-Verde: Controle através de inseticida sistêmico. Antracnose: Controle através de pulverizações com fungicida, quando os primeiros sintomas surgirem. Há uma doença conhecida como varíola ou pinta preta, provocada pelo fungo Asperisporium caricae. As manchas e lesões ocorrem em folhas e frutos, contudo limitam-se à superfície dos mesmos (casca), causando-lhes mau aspecto e prejudicando seu valor comercial. Os frutos afetados, porém, podem ser consumidos.2.

EXEMPLAR PLANTADO NO CÓRREGO:
Foto em


Fontes:
1https://www.jardineiro.net/
2https://www.sitiodamata.com.br/


Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *