Faveira


Parkia platycephala


Nome popular: Faveira
Nome científico: Parkia platycephala
Exigência por fertilidade: média
Ciclo de vida: perene
Estrato: alto
Boa produtora de biomassa: sim
Alimento humano: não
Atração de fauna e polinizadores: sim
Forrageira: sim
Potencial madeireiro: não
Potencial medicinal: Não
Potencial de renda e mercado: não
Ocorrência predominante/ bioma indicado: Caatinga


Parkia pendula


Parkia é um gênero botânico pertencente à família Fabaceae.
Parkia pendula uma árvore tropical de importância econômica, financeira e ecológica pertencente a família Leguminosae Mimosoideae “Fabaceae”. Espéciemes de Parkia são árvores de alta estatura om cerca de 15 metros de altura mas podem chegar até 40, com frutos do tipo vagem, cuja madeira variada de baixa a alta densidade (0,34 a 0,88 g/cm³); a depender da espécie, o tempo de germinação que alterna entre 7-15 dias e 21-42 dias, com a alta produção de sementes, as quais são dispersas por animais . Dentro do gênero Parkia, encontra-se a espécie Parkia pendula, conhecida popularmente no norte do Brasil como “angico”, ou “faveira de chorão” , como “fava de bolota”. Esta é uma espécie que chega atingir 40 metros de altura, tendo copa aberta e ampla, com troncos dotados de sapopemas(cada uma das raízes que formam divisões tabulares em torno da base do tronco de certas árvores), fruto legume lenhoso achatado, deiscente e flores vermelhas. Ocorre na mata pluvial atlântica e na região amazônica em solos com base argilosa e terra firme, essa espécie é a de maior predominância do gênero Parkia, e é encontrada na América do sul e em parte da América central. No Brasil, espécimes foram encontrados na região norte e nordeste. Essa espécie é recomendada para o plantio em áreas degradadas por ser de rápido crescimento. Essa espécie tem potencial para ser utilizada no paisagismo e arborizações por possuir aspectos interessante devido sua inflorescência pendente). Entretanto, as vagens possuem uma espessa sutura adaxial ao longo da qual é produzida uma grande quantidade de goma que retém as sementes maduras, após a abertura das valvas). Possui função ecológica na recuperação de áreas degradadas por ser uma espécie climática de rápido crescimento e desenvolvimento em ambientes abertos, por sua alta fixação de nitrogênio e por atrair animais silvestres. Suas sementes servem de alimento para araras e primatas que agem como dispersores. Os seus frutos têm queda espontânea, os quais podem ser colhidos diretamente da árvore ou do chão. Sua madeira é utilizada na carpintaria, marcenaria, e construção civil, na estrutura interna.
Família: Fabaceae (Leguminosae)
Subfamília : Mimosoideae.
Nome científico: Parkia pendula (Willd.) Benth. ex Walp.
Sinonímia botânica geral: Inga pendula Willdenow; Mimosa pendula (Willdenow) Poiret.
Nomes Populares: Angelim-rajado, Angelim-vermelho, Visgueiro, Andirá, Boloteiro, Faveira, Faveira-bolota, Pão-de-arara, Arara-tucupi, Visgueiro, Boloteria, Rabo-de-arara, Jupuuba, Fava-bolota, Faveira-de-chorão, Visgueira, Joerana, Joeirana, Arara-petiu, Faveirão, Joarana, Juerana, Jupiuba, Jupuuba, Macaqueiro, Mafua, Muira-rema, Muirareina, Paricá, Pau-de-arara, Procaxi, Sabiu, Pau-de-sândalo.
Nomes Populares ao redor do mundo: Costa Rica; ardillo, Guiana; ipanai, Guiana Francesa kouatakaman, Bolívia;toco colorado, Colômbia; rayo, Peru; pashoco colorado, Suriname; kwatta kama e ipano, Venezuela; zarccillo.

DESCRIÇÃO DA ESPÉCIE
Árvore perenifólia, monoica secundária inicial. Sua altura atinge até 55 m e seu diâmetro até 300 cm.
Folhas: são de tamanho grande medindo até 30 cm de comprimento, folíolos com cerca de 4 a 6 centímetros de comprimento.
Flores: dispostas em capítulos globulares pendurados, com pedúnculo de 1.60 metros de comprimento.
Fruto: são planos, Glabros e ondulados, medindo cerca de 35 centímetros de comprimento.
Floração: Agosto e Setembro.
Frutificação: Janeiro/Março.
Sistema sexual: monoica.
Sistema reprodutivo: alógama (SANTOS; MANUÉS,1998).
Polinização: morcegos Phyllostmus discolor e P. hastatus1


Parkia platycephala

Fabaceae – Parkia platycephala Benth.
Leguminosae, Mimosoideae, Mimoseae, Parkia R.Br. 1826. 34 espécies. (Lewis et al. 2005).
Árvore com 5m de altura. Folhas compostas, bipinadas. Flor reunidas em glomérulos. Flores vermelhas.
Polinizadas por morcego.
Etimologia: Nome dado em homenagem a Mungo Park. 2



1https://pt.wikipedia.org/wiki/Parkia
2http://rubens-plantasdobrasil.blogspot.com/2012/11/parkia-platycephala-benth.html


Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *