Cinamomo


Melia azedarach


Nome popular: Cinamomo
Nome científico: Melia azedarach
Exigência por fertilidade: baixa
Ciclo de vida: perene
Estrato: emergente
Boa produtora de biomassa: sim
Alimento humano: não
Atração de fauna e polinizadores: sim
Forrageira: sim
Potencial madeireiro: sim
Potencial Medicinal: sim
Potencial de renda e mercado: sim
Ocorrência predominante/ bioma indicado: Cerrado


Melia azedarach


Nome Científico: Melia azedarach
Nomes Populares: Cinamomo, Árvore-santa, Bombal, Bombolo-de-portugal, Cedro-do-ceilão, Conteira, Jasmim-azul, Jasmim-de-cachorro, Jasmim-de-soldado, Jasmim-soldado, Lilás-da-índia, Lilás-das-antilhas, Lilás-do-cabo, Lírio-da-índia, Margosa, Mélia, Nimbo, Niumbó, Paraíso, Sicómoro-bastardo, Sinamão, Árvore-de-jonny, Tenente-e-intendente, Para-raio
Família: Meliaceae
Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais
Clima: Continental, Mediterrâneo, Oceânico, Subtropical, Temperado, Tropical
Origem: Ásia, Austrália, China, Himalaia, Índia, Indonésia, Oceania
Altura: 6.0 a 9.0 metros, 9.0 a 12 metros, acima de 12 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
O cinamomo é uma árvore decídua, florífera e de rápido crescimento, bastante cultivada como ornamental em todo o mundo. Ela é originária da Ásia e Austrália, mas é possível encontrá-la como subespontânea em florestas das Américas, África e Europa. Sua copa é arredondada ou em forma de guarda-chuva, de acordo com a variedade. As folhas são aromáticas, alternas, compostas biimparipinadas, com folíolos elípticos, de margens serrilhadas. Inicialmente eles são verde escuros, e pouco antes de caírem, adquirem tonalidade de amarelo. A casca do tronco é marrom avermelhada, e adquire fissuras com o passar do tempo. A madeira é de média densidade, cor castanha clara ao vermelho escuro, com fibras retas e resistente aos cupins, porém é quebradiça e de baixa durabilidade. Ela é comumente utilizada como lenha e na carpintaria leve, na fabricação de caixotes, cabos de ferramentas, brinquedos, etc. Seu porte médio é de 7 a 12 metros de altura, mas em condições especiais pode alcançar até 45 metros. As flores surgem em cachos, na primavera e verão, e são pequenas, pentâmeras, de cor lilás, bastante fragrantes e atrativas. Os frutos são drupas ovóides, de cor verde a amarela, que se tornam esbranquiçados e murchos com o amadurecimento. Eles são consumidos por aves, mas muito tóxicos para mamíferos.

O cinamomo é uma árvore interessante quando desejamos um efeito rápido no paisagismo, devido ao seu desenvolvimento veloz, que pode chegar a 3,5 metros por ano. Sua sombra é fresca no verão e o florescimento bastante vistoso. Já no inverno, ela permite a passagem da luz solar, o que é vantajoso em muitas situações. No paisagismo é utilizada na formação de alamedas e maciços arbóreos, em ambientes urbanos, como praças e calçadas, pois não é sensível à poluição. Os frutos, apesar de tóxicos, fazem a alegria das crianças maiores, que os utilizam em diversas brincadeiras. Pode-se dizer que algumas gerações estão bastante familiarizadas com as bolinhas do cinamomo que tanto brincaram na infância. Mas devido ao perigo da ingestão, é desencorajado seu plantio próximo a playgrounds. As sementes também foram muito aproveitadas, no passado, na confecção de rosários e terços. Os ramos jovens podem ser aproveitados em arranjos florais e buquês. Na China, obtém-se industrialmente um extrato pesticida a partir das folhas do cinamomo. Há três variedades disponíveis, a comum, a sombrinha e a gigante.1


Melia azedarach


Melia azedarach, conhecida pelos nomes comuns de cinamomo, cinamão ou amargoseira, é uma árvore nativa do oriente (da Ásia até a Austrália) e subespontânea na América, Mediterrâneo e África. Chega a atingir os 20 metros de altura. A sua madeira é apreciada, de cor esbranquiçada, rósea ou avermelhada, com veios castanhos. É muito cultivada como árvore ornamental. As suas flores são aromáticas. Tem folhagem caduca, composta por folhas, usadas para fins medicinais, biimparinpinuladas (folhas compostas, que se subdividem em pequenos conjuntos emparelhados com um número ímpar de folíolos).

Embora seus frutos sejam apreciados por pássaros, eles são tóxicos para humanos e suínos. Esta espécie, exótica no Brasil, tem características invasoras em diversos biomas, especialmente em áreas ciliares.2



EXEMPLAR PLANTADO NO CÓRREGO:
Foto em


Fonte:
1https://www.jardineiro.net/plantas/cinamomo-melia-azedarach.html
2https://pt.wikipedia.org/wiki/Melia_azedarach


Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.